Lançamento da 13ª edição do Parlamento Juvenil anuncia abertura das inscrições

Presidente da Alerj, André Ceciliano, participa de live pelo Instagram com todas as orientações para a 13ª edição

Nesta quinta-feira, 2, 12h, acontece pelo Instagram, a live de lançamento da 13ª edição do Parlamento Juvenil. A atividade contará com a presença do presidente da ALERJ, deputado André Ceciliano, o coordenador do Parlamento Juvenil, Wanderson Nogueira, a deputada estadual responsável pela edição desse ano, Dani Monteiro, além da atual presidenta do Parlamento Juvenil, eleita na 12ª edição, Maysa Roberta e um representante da secretaria de Estado de Educação.

A live anuncia a abertura das inscrições que ocorrerão no período de 6 de setembro até 17 de outubro do corrente ano aqui pelo site. Para se inscrever e concorrer à eleição como candidato a Parlamentar Juvenil em cada município do Estado do Rio de Janeiro é necessário ser aluno do 1º ou 2º ano do ensino médio da rede pública estadual, com idade entre 15 e 18 anos completos (entre janeiro e dezembro de 2022). Para ser eleitor, basta ser aluno do 8º ano em diante.

Os inscritos concorrerão em dois turnos de eleição. Primeiro entre os candidatos de sua própria escola e segundo de forma on line entre os candidatos eleitos em cada escola do seu município. Cada município do estado poderá então ser representado por um parlamentar juvenil. Exceto a capital do Estado, que contará com três representantes, além dos outros três municípios com maior número de candidatos inscritos válidos, que terão dois parlamentares juvenis.

No período de setembro de 2021 até abril de 2022, ocorrerá a mobilização nas escolas estaduais, inscrição dos interessados, dois turnos das eleições, e após as eleições, capacitação dos eleitos e, aí sim, a experiência de vivenciar a rotina de um parlamentar durante uma semana na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, oportunidade em que o aluno terá a chance de defender um projeto de lei escrito por ele mesmo.

A ALERJ cobrirá as despesas de transporte, alimentação e estadia dos parlamentares juvenis durante essa semana. Durante essa semana os alunos são acompanhados por uma equipe de servidores da ALERJ e de professores da SEEDUC. Durante essa semana os alunos são acompanhados por uma equipe de servidores da ALERJ e de professores da SEEDUC.

Os melhores projetos de lei, votados no plenário do Parlamento Juvenil, serão encaminhados para a ciência do governador. Todos os projetos discutidos durante a semana são encaminhados aos 70 deputados estaduais oficiais. Os projetos assim podem se tornar uma lei estadual.

O Parlamento Juvenil é fundamental para que os jovens conheçam as atribuições dos deputados, possibilitando assim a reflexão crítica, o exercício da cidadania, da democracia, da liderança e a vivência do processo legislativo.

Até hoje, 5 leis propostas por parlamentares juvenis já se tornaram leis que estão em vigor no Estado do Rio de Janeiro. O Parlamento Juvenil é fundamental para que os jovens conheçam as atribuições dos deputados, possibilitando assim a reflexão crítica, o exercício da cidadania, da democracia, da liderança e a vivência do processo legislativo.